Header Ads

NTAgora

Compartilhe:

PROMOTOR DIZ QUE EM 2 HORAS PASSARAM 70 CARROS ROUBADOS OU FURTADOS EM PONTE DE PALMAS



Em reunião com a Prefeita de Palmas Cinthia Ribeiro o promotor e coordenador do GAECO, Marcelo Sampaio, apresentou um relatório de monitoramento de veículos, realizado no dia 27 de agosto, na Ponte Fernando Henrique Cardoso.


Segundo o promotor,  em um período de apenas duas horas, foram identificados 70 veículos roubados ou furtados. “Uma das fontes de renda das facções criminosas são os roubos de veículos, em especial as caminhonetes”, disse Sampaio, ao reforçar a necessidade de melhoria na tecnologia dos equipamentos de segurança.

O Promotor de Justiça Rodrigo Barcellos pontuou ainda que estes mesmos veículos são usados pelas facções para o transporte de armas de fogo e drogas. Ele ainda traçou um paralelo sobre o comércio de drogas na cidade. “Há cerca de dois anos e meio, a promotoria de Justiça com atuação no combate ao tráfico realizava três audiências por semana; atualmente, são uma média de três por dia”, expôs.

Na reunião a prefeita se sensibilizou com os números apresentados e colocou a administração à disposição para que seja formada uma força-tarefa, a ser integrada pelo Ministério Público Estadual. “Palmas ganha com a integração das forças de segurança e ganha mais ainda com a proposta do Ministério Público de ser parceiro efetivo para coibir práticas delituosas que acontecem dentro do município”, declarou.


Nesta mesma reunião foi tratada uma parceria para reforçar a segurança em Palmas juntamente com Procurador-Geral de Justiça (PGJ), José Omar de Almeida Júnior, os membros do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco), Promotores de Justiça Marcelo Sampaio e Rodrigo Barcellos, e a prefeita de Palmas, Cinthia Ribeiro, ocorrido na tarde desta terça-feira, 04. A reunião teve como finalidade o estabelecimento de um Termo de Cooperação com a administração municipal, a fim de que o Ministério Público Estadual (MPE) possa compartilhar do Sistema de Monitoramento das Câmeras de Segurança espalhadas pela cidade.

O PGJ explicou que há preocupação do Ministério Público com o crescente aumento da violência e que a Instituição pode contribuir com o combate à criminalidade em Palmas. Segundo ele, o compartilhamento das imagens vai auxiliar o serviço de inteligência do Gaeco, principalmente quanto à identificação de indivíduos integrantes de facções criminosas, responsáveis em sua maioria pelos alarmantes índices de violência.


Foto: Divulgação

Cinthia ainda determinou à Secretária de Segurança e Mobilidade Urbana, Coronel Welere Gomes Barbosa, que participou da reunião, que haja contato com a empresa responsável pelo monitoramento das câmeras, no sentido de providenciar medidas voltadas à melhoria do sistema o quanto antes.