Header Ads

NTAgora

Compartilhe:

VEREADORES ADIAM DEPOIMENTO DE EX-PREFEITO DE PALMAS EM ROMBO DE R$ 50 MILHÕES


A Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) do Instituto de Previdência Social de Palmas (PreviPalmas) informou que ter adiado o depoimento do ex-prefeito Carlos Amastha (PSB) e outros convocados previstos para esta terça-feira, 30.
Segundo a comissão, o objetivo é dar mais tempo para que os intimados se organizem para cumprir a convocação.

Além de Amastha, iriam depor às 16 horas:
Antônio Chrysippo de Aguiar, citado como principal denunciante
Eron Bringel, presidente do conselho do PreviPalmas;
Carlos Spegiorin, atual presidente do PreviPalmas.

Além do período de intimação dos envolvidos que ocorreu durante os últimos dias, a CPI conta com respostas referente às solicitações de apoio feitas a alguns órgãos. Solicitou à Assembleia Legislativa do Estado do Tocantins, Tribunal de Justiça do Tocantins (TJTO), Ministério Público Estadual (MPE), Polícia Civil e Polícia Militar a disponibilidade de servidores que possam auxiliar os trabalhos durante as oitivas.

A sessão ordinária desta terça-feira tratará sobre a prorrogação das oitivas e solicitará documentos junto à Polícia Federal, que também investiga as aplicações.

Para o dia 6 estão previstos os seguintes depoimentos:

Max Fleury, ex-presidente do PreviPalmas
Marcelo Alves, ex-presidente do PreviPalmas
Fábio Costa Martins, ex-diretor de investimentos
Cristian Zini, ex-secretário de Finanças da Capital
Adir Gentil, ex-secretário-chefe da Casa Civil
Vera Lúcia Isomura, atual titular da Secretaria de Finanças da Capital
Maria Cristina Carreira, que era representante de instituto contratado pelo PreviPalmas para serviços de consultoria

Por PortalCt