Noticias do Tocantins

Thursday, 22 de February de 2024
MENU

Educação

Estado vai aderir ao Programa Escola de Tempo Integral do Governo Federal

Estado vai aderir ao Programa Escola de Tempo Integral do Governo Federal

Publicidade
Imagem de capa
A-
A+
Use este espaço apenas para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.
enviando

Nesta segunda-feira, 31, em Brasília, o Governo Federal realizou o lançamento do programa Escola de Tempo Integral, em cerimônia que contou com a presença do presidente da república Luiz Inácio Lula da Silva, e do ministro da Educação, Camilo Santana. O secretário Extraordinário de Representação em Brasília (Serb), Carlos Manzini, representou o governador Wanderlei Barbosa, ao lado do secretário executivo da Secretaria de Educação (Seduc), Edinho Fernandes. 

O programa idealizado pelo MEC tem o objetivo de ampliar em 1 milhão o número de matrículas em escolas de tempo integral da educação básica em todo o Brasil até 2024, por meio de ações pactuadas entre União, estados, municípios e o Distrito Federal. Serão disponibilizados R$ 4 bilhões para que os entes federados possam investir na estrutura necessária para ampliar a oferta de vagas em tempo integral em suas redes de educação.  O programa pretende, até o final de 2026, ter 3,2 milhões de alunos em escolas de tempo integral.

Segundo o secretário executivo da Seduc, Edinho Fernandes, o Tocantins trabalha para que 50% das escolas da rede estadual de ensino sejam de tempo integral. "Por meta do nosso governador Wanderlei Barbosa, nós subiremos para 50% o número de escolas da nossa rede ofertando o tempo integral, pois entendemos que é a partir desse formato que conseguiremos avançar, e muito, na qualidade do ensino e fazemos, verdadeiramente, uma educação que transforma", afirmou. 

O secretário da Serb, Carlos Mazini, reforçou a importância da presença do Tocantins nos espaços de articulação do governo federal. "O programa vai disponibilizar os recursos, o estado já está trabalhando para captar essas verba, e com a unidade que o governador Wanderlei Barbosa tem buscado junto ao governo federal, o Tocantins, sem dúvida, será um dos grandes beneficiados pelo programa", afirmou.

Os entes federados poderão aderir e pactuar metas com o MEC, por meio do Sistema Integrado de Monitoramento Execução e Controle (Simec). Na primeira etapa podem ser pactuados as metas de ampliação de matrículas. Os recursos financeiros serão transferidos levando em conta as matrículas pactuadas, o valor do fomento e os critérios de equidade. 

Em conjunto com o fomento financeiro, ações de assistência técnica às secretarias e comunidades escolares, com o objetivo de aprimorar o trabalho pedagógico da educação em uma perspectiva integral. 

 

Fonte: Portal T1 Noticias

Comentários:

Publicidade
Publicidade

Crie sua conta e confira as vantagens do Portal

Você pode ler matérias exclusivas, anunciar classificados e muito mais!